Pesquisadora da Unicamp e coordenadora da Patrulha Maria da Penha debatem violência doméstica em evento da Elemmor

04/05/2020 – Na última quarta-feira (29), a Escola do Legislativo de Monte Mor (Elemmor) promoveu um debate sobre violência doméstica contra a mulher em tempos de pandemia do novo coronavírus. O evento foi realizado através de sistema de videoconferência, com transmissão ao vivo pelos canais do YouTube da Câmara e do Instagram da Escola (@ele.mmor). A íntegra do vídeo está disponível neste link; acompanhe.

A “live” contou com a presença de Helena de Assis Mota, advogada, mestra em Sociologia e doutoranda em Educação pela Unicamp; e Daniela Eleotério de Lima, guarda municipal coordenadora do Programa Patrulha Maria da Penha de Monte Mor. As discussões foram mediadas pela advogada Juliana Bertucci Tasso, controladora interna da Câmara e coordenadora da Elemmor; e também contou com a presença do presidente da Casa, Waltinho Assis (PSL).

Durante o evento – apresentado pelo jornalista da Câmara, Rodrigo Galdino – foram abordados os atuais cenários de violência contra as mulheres no país e em Monte Mor. Segundo Daniela Eleotério, da GCM, esse tipo de crime teve um aumento de 60% no município, durante o período da pandemia do coronavírus. Já Helena Mota abordou também aspectos históricos e sociológicos da opressão às mulheres, e a importância da Lei Maria da Penha, criada em 2006. 

“[Esta discussão] é uma matéria de grande relevância e que vai ajudar muitas mulheres do nosso município e quem sabe do nosso país”, afirmou o presidente da Câmara, na abertura da transmissão, destacando que os debates seriam realizados em formato de videoconferência, à distância, como forma de evitar aglomerações, durante a pandemia. Waltinho também lembrou que é autor da Moção de Parabenização à Patrulha Maria da Penha, entregue em 2018.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Facilis amet porro velit rem necessitatibus eaque numquam, enim accusamus expedita modi ab nisi, voluptas doloribus neque nesciunt obcaecati totam itaque ipsa. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit.

Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

A atuação da Guarda Civil Municipal e da Patrulha Maria da Penha de Monte O presidente da Câmara, vereador Waltinho Assis, durante abertura da “live”: debate é de grande importância para toda a sociedade brasileiraMor – elencadas pelo presidente Waltinho, na abertura da videoconferência – também foram destacadas por Daniela. A coordenadora da Patrulha salientou que o município conta com uma equipe especializada para atendimento às mulheres em situação de violência doméstica, inclusive com um local específico para acolhimento, chamado de “sala lilás”, e uma viatura exclusiva para o patrulhamento. Ainda de acordo com Daniela, a Patrulha acompanha diretamente 100 medidas protetivas já implementadas e realiza cerca de 2,5 mil visitas, por ano, a essas mulheres.

MOTIVO DE ORGULHO

“Eu acho que todas as mulheres precisam ter orgulho da Lei Maria da Penha, considerada pela ONU a terceira melhor legislação do mundo”, salientou Juliana Bertucci, coordenadora da Elemmor, no evento – opinião compartilhada pelas demais palestrantes, inclusive Daniela Eleotério, para quem a lei “é um orgulho, sim”. Já Helena Mota, da Unicamp, salienta que a lei incorpora uma visão de “proteção ampla”, sendo “absolutamente assertiva”. Como forma de ampliar a discussão sobre o tema – inclusive a partir de dados estatísticos – a Escola do Legislativo elaborou um “texto para discussão”, cuja íntegra está disponível neste link.

Deixe uma resposta